[email protected] 20 de April de 2020
moca no meio da bagunca

Com que frequência você precisa lidar com o fato de que não há mais espaço no armário e ainda não há nada para vestir? As prateleiras estão cheias de roupas, mas nem tudo é necessário. Você tem dezenas de álbuns de fotos, mas apenas os menciona limpando poeira. E, ocasionalmente, você admira aqueles sapatos laqueados chiques que são incrivelmente prensados, e você simplesmente não pode usá-los. Você sabe? 

Todas essas coisas roubam nosso espaço, tempo e energia, mas não fazem bem. Então decidimos descobrir como finalmente nos livrar de todas as coisas extras e nos cercar apenas de nossas coisas favoritas. A autora do projeto sortmeUp e “Breaking Games”, a blogueira Marie Fedorov nos ajudou nisso.

Qual deve ser o primeiro passo?

Se você começar a falar sobre quebra, aqui, como em qualquer outro caso, deve ficar claro para o que você está fazendo isso. Não haverá objetivo – a probabilidade de conclusão cairá em tempos!

A primeira coisa que peço para você fazer em “The Breaking Game” é responder à pergunta “por quê?” pelo seguinte exemplo:

Por que eu pedir?

– Ser distraído por coisas que não são jogadas em casa.

Por que eu isso?

– Porque aquelas 4-5 horas que passo com meu amante, eu quero dar, não limpar!

Ok, por que isso?

– Porque eu quero ter um relacionamento saudável e ser uma pessoa feliz!

Cada pessoa terá sua própria motivação:

– Alguém quer fazer yoga de manhã, mas as coisas dispersas são irritantes.

– Alguém só quer começar o dia com café e uma caminhada, e não uma busca de 20 minutos por uma bolsa em toda a casa.

– E é importante que alguém passe algum tempo com a família, um ente querido ou um hobby.

É importante encontrar a sua “cenoura”, que vibrará em seu cérebro e pela qual você continuará mesmo quando quiser acenar com a mão em tudo.

Qual é o algoritmo de divisão eficaz?

Por mim, percebi que no início de cada caso há uma análise – já a consideramos. É seguido por uma etapa de “quebrar”, limpar e resolver as coisas. Quando tudo estiver realmente dividido em “deixar” e “dar, vender, jogar fora”, você poderá ir para a organização.

Mas não antes!

Por que isso é importante? Embora nosso cérebro seja multitarefa, será muito mais fácil executar e processar uma ação, a saber, decidir – sair ou dar. Quando você começa a carregá-lo “onde colocá-lo? Como é conveniente organizar?”, Seu cérebro se derrete com a motivação para continuar.

Portanto, primeiro – terminando, e só então a organização. 100 vezes eu digo isso, e as pessoas ainda cometem erros e queimam …

Mas aqueles que superam a síndrome de Júlio César recebem todas as recompensas e passam silenciosamente para a organização, que, de fato, é a próxima etapa. Quando as coisas ficam menores, você pode alcançar o espaço livre que aparece e distribuí-lo racionalmente.

O último passo é repensar as compras por impulso e passar para o consumo consciente que diz “menos é melhor”. Deixe-me ter 100 coisas, mas todas serão da melhor qualidade, favoritas e confortáveis!

Então, resumindo:

– análise;

– quebrando;

organização;

– mudança de hábitos.

Quais são as regras a serem seguidas durante uma limpeza?

Primeiro, você não deve perder tudo de uma vez! Você precisa dividir suas tarefas para que, em uma abordagem, entenda claramente que a realizará.

Por exemplo, não tente “quebrar o apartamento por um dia”. Não importa como você tente, não é realista. Mas é bem possível desmontar todos os agasalhos ou sapatos em algumas horas.

Eu sou um defensor da abordagem “quanto mais rápido, melhor”, isto é, reservar alguns dias ou dias de folga e lidar o mais rápido possível, sem atrasar ou esticar o “prazer”. Mas se você tiver apenas uma hora à noite, divida a divisão em blocos claros:

– desmonte cada categoria de itens, por sua vez, primeiro roupas íntimas e meias, depois camisetas, calças, agasalhos e assim por diante;

– Ao desmontar uma categoria, retire todas as coisas no sofá ou no chão em uma pilha. Você acha que sabe quantas coisas você tem porque pode ver tudo? Mas vale ressaltar que existem caixas no armário, na despensa e na garagem, e aqui o óbvio não é tão verdadeiro. Você não imagina quantas pessoas me escrevem: “Eu nem pensava que tinha tantas coisas. Tinha certeza de que me lembro de tudo, mas não, agora dezenas de pacotes vão para a caridade”;

– Obtenha apoio de entes queridos ou amigos.

É muito mais fácil fazer isso em uma equipe de pessoas afins. Para esse fim, também crio #Scachechelend e Breaking Game. Quando você compartilha suas experiências e sucessos com outras pessoas, seu cérebro é energizado e recebe um novo impulso de motivação. O grupo também ajuda a mudar dos mortos, porque você vê os resultados dos outros e é inspirador!

Quanto tempo vai demorar?

Posso dizer com confiança – 6 semanas são suficientes se você passar pelo menos 1-2 horas, 5 dias por semana. O jogo continua nesse ritmo, mas abrange não apenas a casa, mas também o espaço digital e o trabalho do pensamento.

Se você trabalha de forma independente e sistemática, acho que em dois meses você poderá lidar. Mas é individual para todos. Depende de quantas coisas já existem e de quão difícil é dizer adeus.

Quantas vezes você precisa fazer alarde?

Como diz a japonesa Marie Kondo: este é um feriado que acontece com uma pessoa uma vez. Se você constantemente precisa fazer buscas globais, está fazendo algo errado.

No entanto, não devemos esquecer que as coisas se desgastam e mudamos – mas é um processo sem fim. Eu aconselho a realizar essa mini-limpeza na mudança de estação verão-inverno. Você ainda precisa traduzir as coisas, por que não olhar para elas.

Como lidar com coisas sentimentais?

Olhando com o que. Eu direi com certeza que as coisas sentimentais estão bem. Mas se você tem 2000 fotos de bebê que não está vendo, mas ainda está armazenando, essas não são coisas sentimentais, isso é lixo, desculpe …

As coisas sentimentais devem ser satisfatórias e agradáveis, mas se houver muitas, qual é o sentido? Quem os está observando?

Arranje uma caixa emocional e coloque pequenas coisas que você não sabe aplicar. Pode haver um ingresso de cinema desde a primeira data ou a primeira carta ao Papai Noel.

Adicione, mas não se esqueça para que os armazena!

O que não deve ser armazenado em casa?

– Não é necessário guardar os pertences e roupas de outras pessoas que alguém trouxe para você, e eles estão no lugar deles.

Pergunte a si mesmo: “Minha casa é um armazém?”. Caso contrário, por que você está permitindo que alguém use seu próprio espaço?

Mas isso também se aplica aos lares de nossos pais e avós! Você não tem o direito de ocupar o espaço de outra pessoa! Uma pessoa consciente do adulto deve ser responsável por seus pertences, não empurrá-los para a casa de outras pessoas, porque jogar a mão fora não se levanta.

– Você não deve guardar presentes e coisas de que não gosta.

As coisas são ferramentas, e você é o mestre delas. Se algo não está satisfazendo ou desempenha uma função, qual é o sentido de mantê-lo? Acontece que você se torna sua serva, cuida dela, dá a ela um lugar para guardar, e essa é definitivamente uma atitude prejudicial aos objetos!

– Roupas estranhas.

Por alguma razão, se é caro, bom, mas é terrivelmente deprimente, vamos usá-lo uma vez por ano, labuta, mas para confirmar para nós mesmos “bem, eu carrego!” E mantenha na prateleira mais distante do armário. Você não deve nada a ninguém e a cueca bonita, mas desconfortável, em particular. E mesmo para a pessoa que deu a ela!

Geralmente, minha ideia é que cada item do seu ambiente seja agradável ou pelo menos funcional. Entendo que não pode haver grande amor por uma frigideira ou panela.

Mas as roupas! Nós o usamos diariamente, por que não se amar ainda mais usando roupas confortáveis ​​e bonitas!

Se uma pessoa valoriza sua vida, as coisas em sua visão de mundo fazem parte dela! Uma pessoa feliz não se cercará daquilo que lhes traz desconforto ou humor. Tente se ater a essa idéia e a vida se tornará mais agradável.

O que fazer para impedir que a casa se torne novamente um arquivo de coisas desnecessárias?

Se você honestamente gastar um busto, livrar-se de 20 a 40% das coisas e, às vezes, mais, mudará a atitude em relação aos objetos materiais.

Você verá quanto tempo e energia foram dedicados a esse negócio, calculará quanto dinheiro acabou de sair de sua casa e pensará: “Hmm … talvez da próxima vez pense duas vezes antes de comprar algo desnecessário?”

Por experiência própria, recomendo:

– Compras de bom humor e roupas. Porque quando você vai a uma loja com um vestido ou terno caro, é improvável que compre algo pior do que vestir. O bom humor o impedirá de fazer compras por impulso quando estiver chateado;

– Faça uma lista de compras. Eu mantenho uma lista de coisas nas anotações do Google Keep, armazeno fotos das coisas e laços inteiros lá. Então eu os uso enquanto faço compras;

– Tire fotos de coisas nos provadores. Pegue uma foto e depois tome um café e veja se ela realmente se encaixa, se parece com algo em casa ou se encaixa no seu guarda-roupa. À distância, será mais fácil pensar e tomar decisões;

– Faça a si mesmo a pergunta: “Isso realmente agrega valor à minha vida ou é um brinquedo de um dia?” Eu recomendo que você não faça compras irracionais com mau humor e algumas coisas não materiais – massagem, manicure, esportes. Tudo o que tem a ver com o corpo. Dessa forma, você não fica coberta de blusas, mas afeta diretamente a condição do corpo!

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*