Ecoterapia: um novo remédio para depressão e ansiedade

ecoterapia

ecoterapia

A ecoterapia, também conhecida como terapia natural ou verde, é uma prática aplicada no campo em desenvolvimento da ecopsicologia desenvolvida por Theodor Roszhak. A base dessa prática é a crença de que nossa psique não está isolada nem separada do ambiente.

A ecopsicologia é baseada na teoria dos sistemas e oferece às pessoas a oportunidade de explorar seu relacionamento com a natureza – uma área que praticamente não é afetada em muitos outros tipos de psicoterapia.

Definição de ecoterapia

A ecoterapia é baseada na comunicação com a terra e seus sistemas. Muitos médicos que praticam esta área acreditam que a Terra tem uma capacidade de auto-ajuda que funciona através de sistemas complexos de equilíbrio integrado. Se as pessoas estiverem em harmonia com esses sistemas, elas podem melhorar a saúde mental. 

O bem-estar pessoal e o bem-estar planetário, conforme declarado em muitos princípios da ecoterapia, não são separados um do outro. Portanto, a vida das pessoas é vista como parte de um sistema mais amplo de interação.

O número de estudos sobre esse tema está em constante crescimento. Seus resultados destacam os benefícios positivos da comunicação com a natureza. 

Estudos sobre a ecoterapia

Em um estudo realizado pelo psicólogo Terry Hartig, os participantes foram solicitados a concluir uma tarefa cognitiva que levou 40 minutos. O objetivo é uma mente cansada. Após a apresentação, os participantes foram convidados a passar os próximos 40 minutos de uma das maneiras: passear na reserva natural, passear pela cidade ou sentar-se em silêncio lendo revistas e ouvindo música. 

Os participantes que caminharam na reserva natural disseram que seu cansaço diminuiu e que emoções positivas surgiram, diferentemente dos envolvidos em outras atividades. Em um estudo semelhante realizado pela Mind, uma instituição de caridade de saúde mental, o exercício ao ar livre reduziu os sintomas de depressão em 71% dos participantes.

O efeito benéfico da natureza deriva não apenas do que as pessoas veem, mas também do que elas experimentam através de outros sentidos. Por exemplo, em um estudo recente, os participantes se recuperaram mais rapidamente do estresse psicológico ao ouvir os sons da natureza do que quando foram expostos ao ruído do tráfego. Em outro estudo, os sabores de alimentos e frutas inalados pelos pacientes reduziram o número de queixas sobre humor deprimido.

Obviamente, o contato direto com a natureza tem um efeito benéfico sobre a condição humana. 

Mas não é necessário ir à floresta todos os dias e caminhar ao longo da margem do reservatório. Vários estudos mostraram que apenas olhar a natureza de uma janela ou até tirar fotos da natureza pode melhorar o humor geral das pessoas, a saúde mental e a satisfação com a vida. 

Por exemplo, em um estudo realizado por Roger Ulrich, um destacado pesquisador nesse campo, pacientes submetidos a cirurgia cardíaca em unidades de terapia intensiva foram capazes de reduzir sua ansiedade e necessidade de analgésicos, visualizando fotografias de árvores e água. 

Outra pesquisadora, Rachel Kaplan, também descobriu que os trabalhadores de escritório que olhavam a natureza de uma janela relatavam maior satisfação no trabalho e na vida do que aqueles que não o faziam.

Muitos estudos indicam um efeito significativo da natureza na saúde física e mental das crianças. Por exemplo, crianças que moram em casas com espaços verdes vizinhos são muito mais cuidadosas, elas têm um período de atraso maior em satisfazer impulsos do que crianças que moram em prédios cercados por outros prédios. 

As crianças que foram diagnosticadas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) apresentam menos sintomas depois de passar algum tempo na zona verde do que quando estão em ambientes fechados ou ao ar livre sem espaços verdes. 

Adicionar flores e plantas ao local de trabalho pode afetar positivamente a criatividade, a produtividade e a flexibilidade na solução de problemas, e a presença de animais pode reduzir a agressão.

Alguns dos tipos mais comuns de ecoterapia:

Meditação na natureza : essa meditação é realizada em um ambiente natural, como em um parque. Às vezes usado como terapia de grupo.

Terapia hortícola : cuidar de plantas em casa ou no jardim aumenta o nível geral de bem-estar humano. Recomendado para reduzir o estresse, o desgaste e também nos casos de isolamento social do idoso.

Exercício no ambiente natural : podem ser atividades como caminhada, corrida, ciclismo ou ioga no parque. Essas atividades aumentam a consciência do mundo natural e, às vezes, são recomendadas para reduzir o estresse, a ansiedade, a depressão e a raiva.

Envolvimento em atividades ambientais : o ato de restaurar ou preservar o ambiente natural pode ajudar a criar um senso de propósito e esperança. Como essa atividade geralmente é realizada em grupos, ela também pode ajudar a desenvolver um senso de pertencimento e comunicação, além de melhorar o humor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *