Medo de ficar sozinho

menina sozinha


Ser capaz de suportar a solidão e receber prazer é um grande presente.
George Bernard Shaw

O medo da solidão é um dos medos mais comuns das pessoas do nosso tempo. É também chamado de autofobia, se é patológico, quando uma pessoa não tolera a solidão. Parece, como isso pode ser?

Afinal de contas, há muitas pessoas por perto e há muitas maneiras de se comunicar com elas, que só a Internet vale, em que todos podemos nos comunicar uns com os outros.

 Mas, ao mesmo tempo, ainda nos sentimos sozinhos. Nem todos, claro, mas muitos. 

Porque assim? Isso tem suas próprias razões e, neste artigo, vamos considerá-las. E então descobrimos como lidar com o medo da solidão. 

Para fazer isso, não é necessário se cercar de um grande número de pessoas e constantemente se comunicar com eles em vários tópicos. 

Em muitos casos, é possível sentir-se muito bem e confortável. Então, amigos, se o problema da solidão é relevante para você,

O medo da solidão tem muitas razões para existir. Não é necessário que uma pessoa que sente esse medo esteja realmente sozinha. Ele só pode se sentir sozinho por várias razões. 

É suficiente dizer que muitas pessoas hoje se sentem muito solitárias só porque prestaram menos atenção umas às outras e estão menos interessadas umas nas outras. 

Isto é, não se trata apenas do interesse das pessoas umas pelas outras, mas do seu interesse mútuo precisamente como pessoas, como indivíduos, mas não como recursos ou fontes de quaisquer recursos, nem como parceiros de negócios com quem você pode concordar com algo e assim por diante. 

O valor de uma pessoa aos olhos de outras pessoas, sem tudo o que ele tem, diminuiu – esse é o problema.

 E se outras pessoas não nos apreciam, então nós mesmos começamos a nos valorizar menos, assim como pessoas, como indivíduos, com todas as suas vantagens e desvantagens. Isso não diz respeito a todos, mas a muitos. 

Portanto, as pessoas tendem a impressionar umas às outras com, por exemplo, coisas caras e bonitas, status elevado, aparência brilhante e não com a ajuda de algumas características pessoais.

 Embora esteja claro que o mesmo status e segurança material implica uma certa diferença entre uma pessoa e outras pessoas quando ele é superior a elas de alguma forma, portanto, ele tem algo que elas não têm sozinhas. 

Mas, ao mesmo tempo, não argumentaremos que as pessoas que têm menos sucesso na vida não estão interessadas em nada e não há nada nelas? Nós não vamos. 

Mas nós prestamos menos atenção a eles, os admiramos com menos frequência e raramente nos comunicamos com eles. E eles também lidam conosco se não nos destacamos contra outras pessoas. 

Como resultado, estamos todos na sombra daqueles que são superiores a nós de alguma forma, e interessam-se apenas algumas vezes e apenas com certa capacidade, por exemplo, como eu disse, como um recurso ou fonte de recursos. 

E nossos traços de personalidade muitas vezes passam despercebidos e desvalorizados, então nos sentimos sozinhos. E nós tememos esse sentimento. 

Temos medo não apenas de ficar sozinhos, temos medo de ser piores que os outros, temos medo de não sermos notados, não sermos levados a sério, não sermos tomados por outras pessoas. 

Estas são todas as raízes do medo da solidão.

É importante notar também que o ritmo de vida bastante elevado e a excessiva praticidade, que todos nós tentamos aderir, para manter os padrões de vida modernos, transformaram a maioria de nós em algum tipo de autômato, para o qual recursos extremamente vitais se tornaram importantes, mas não não o significado para o qual esses recursos são extraídos. 

Como resultado, as pessoas até começaram a se comunicar usando frases-padrão, perguntas e respostas de rotina, não demonstram interesse sincero um pelo outro, simplesmente imitam a comunicação. 

E se ninguém lhe demonstrar interesse, como pessoa, como pessoa, mas apenas procurando uma oportunidade de obter o benefício de se comunicar com você – você naturalmente começará a sentir-se solitário. Com o mesmo sucesso, uma pessoa poderia se comunicar com interlocutores artificiais, não se sentir solitário.

 Além disso, esses programas não tentariam obter algo dele, o que já é bom. Portanto, em alguns casos, as pessoas têm animais de estimação suficientes para se tornarem uma boa companhia e aquecer suas almas. 

Afinal, se uma pessoa se comunica com você superficialmente, rotineiramente e unicamente por algum benefício, não porque você está interessado nele, portanto ele não leva em conta seus desejos e interesses, não presta atenção aos seus problemas, então que interesse em tal comunicação é isso é bom para ele? 

Com essa comunicação, você se sente uma coisa, não uma pessoa. 

Como resultado, o sentimento de solidão pode inundar-nos mesmo quando há muitas pessoas por aqui, pessoas que estão superficialmente interessadas em você e em outras, tais pessoas autómatas, não tanto se comunicando umas com as outras e com você como imitando a comunicação. 

Além disso, esses programas não tentariam obter algo dele, o que já é bom. Portanto, em alguns casos, as pessoas têm animais de estimação suficientes para se tornarem uma boa companhia e aquecer suas almas.

 Afinal, se uma pessoa se comunica com você superficialmente, rotineiramente e unicamente por algum benefício, não porque você está interessado nele, portanto ele não leva em conta seus desejos e interesses, não presta atenção aos seus problemas, então que interesse em tal comunicação é isso é bom para ele? 

Com essa comunicação, você se sente uma coisa, não uma pessoa. 

Como resultado, o sentimento de solidão pode inundar-nos mesmo quando há muitas pessoas por aqui, pessoas que estão superficialmente interessadas em você e em outras, tais pessoas autómatas, não tanto se comunicando umas com as outras e com você como imitando a comunicação.

 Além disso, esses programas não tentariam obter algo dele, o que já é bom. 

Portanto, em alguns casos, as pessoas têm animais de estimação suficientes para se tornarem uma boa companhia e aquecer suas almas. 

Afinal, se uma pessoa se comunica com você superficialmente, rotineiramente e unicamente por algum benefício, não porque você está interessado nele, portanto ele não leva em conta seus desejos e interesses, não presta atenção aos seus problemas, então que interesse em tal comunicação é isso é bom para ele? 

Com essa comunicação, você se sente uma coisa, não uma pessoa. 

Como resultado, o sentimento de solidão pode inundar-nos mesmo quando há muitas pessoas por aqui, pessoas que estão superficialmente interessadas em você e em outras, tais pessoas autómatas, não tanto se comunicando umas com as outras e com você como imitando a comunicação. 

Portanto, em alguns casos, as pessoas têm animais de estimação suficientes para se tornarem uma boa companhia e aquecer suas almas. 

Afinal, se uma pessoa se comunica com você superficialmente, rotineiramente e unicamente por algum benefício, não porque você está interessado nele, portanto ele não leva em conta seus desejos e interesses, não presta atenção aos seus problemas, então que interesse em tal comunicação é isso é bom para ele? 

Com essa comunicação, você se sente uma coisa, não uma pessoa. 

Como resultado, o sentimento de solidão pode inundar-nos mesmo quando há muitas pessoas por aqui, pessoas que estão superficialmente interessadas em você e em outras, tais pessoas autómatas, não tanto se comunicando umas com as outras e com você como imitando a comunicação. 

Portanto, em alguns casos, as pessoas têm animais de estimação suficientes para se tornarem uma boa companhia e aquecer suas almas. 

Afinal, se uma pessoa se comunica com você superficialmente, rotineiramente e unicamente por algum benefício, não porque você está interessado nele, portanto ele não leva em conta seus desejos e interesses, não presta atenção aos seus problemas, então que interesse em tal comunicação é isso é bom para ele?

Como resultado, o sentimento de solidão pode inundar-nos mesmo quando há muitas pessoas por aqui, pessoas que estão superficialmente interessadas em você e em outras, tais pessoas autómatas, não tanto se comunicando umas com as outras e com você como imitando a comunicação. estereotipada e unicamente por causa de alguns proveitosos, e não porque você está interessada nela, portanto ela não leva em conta seus desejos e interesses, não presta atenção aos seus problemas, então qual é o interesse em tal comunicação, qual é o uso dela? Com essa comunicação, você se sente uma coisa, não uma pessoa.

Como resultado, o sentimento de solidão pode inundar-nos mesmo quando há muitas pessoas por aqui, pessoas que estão superficialmente interessadas em você e em outras, tais pessoas autómatas, não tanto se comunicando umas com as outras e com você como imitando a comunicação.

Então, para se livrar do medo da solidão, uma pessoa moderna precisa procurar maneiras, para começar, pelo menos apenas para atrair a atenção de outras pessoas, pelo menos para se destacar de todos os outros, e então tentar de alguma forma atenção para manter. 

A única questão é como fazer isso. Eu direi imediatamente muito. Você pode realmente tornar-se algo interessante, especial, incomum, às custas de um trabalho muito longo e minucioso em si mesmo, ou você pode simplesmente criar muito barulho para que você seja forçado a prestar atenção. 

Eu acho que todas as formas de preencher sua vida com a atenção de outras pessoas têm o direito de existir. 

No final, as pessoas sempre decidem por si mesmas o que é interessante e importante para elas. Você só oferece algo a eles, dependendo de suas capacidades e desejos. Se você quiser se aprofundar neste tópico,

Bem, agora vamos falar de outro ponto muito importante, pelo qual sentimos o medo da solidão mesmo quando não há motivos sérios para isso.

 Este momento é mais comum, então toda a nossa conversa será dedicada a ele. É sobre a nossa dependência de outras pessoas e, mais precisamente, sobre a dependência das pessoas umas das outras.

 Em muitos casos, essa dependência pode ser significativamente reduzida e, portanto, não se sentir solitária em situações em que não há ninguém por perto.

 O problema é que as pessoas não podem ser auto-suficientes naquelas áreas da vida em que isso é possível. 

Eles simplesmente não sabem como chegar a essa auto-suficiência. 

Quando uma pessoa realmente sente ou apenas sente sua dependência de outras pessoas, tanto emocional quanto materialmente,

Bem, vamos ver neste caso como você pode se tornar auto-suficiente, principalmente uma pessoa emocional, bem como uma pessoa confiante e independente, graças ao seu mundo interior e, assim, lidar com o medo da solidão.

Nossa tarefa é reduzir sua dependência do mundo exterior e começar a obter mais satisfação do mundo interior.

 Para chegar a isso, primeiro você precisa descobrir o que o mundo exterior lhe dá, outras pessoas, homens, mulheres, não importa quem lhe dê prazer, alegria, satisfação, o que faz de você uma pessoa feliz. 

Isso, como já disse, pode ser sobre valores materiais ou espirituais, que de uma forma ou de outra afetam nosso estado emocional.

 Nós geralmente precisamos de ambos. Em outras palavras, outras pessoas nos dão algo, algo tangível e intangível, e isso nos torna dependentes delas.

 Agora vamos nos fazer uma pergunta: o que podemos encontrar dentro de nós mesmos do que as outras pessoas nos dão? Ou deixe-nos colocar a questão ainda mais ampla – o que podemos fornecer para nós mesmos,

Valores materiais

Vamos começar com as coisas materiais que todos nós precisamos, independentemente do nosso estado interior, mas que também podem nos ligar muito fortemente a outras pessoas. Vamos pensar em quais necessidades materiais podemos nos satisfazer?

 Por si mesmo, no sentido de suas próprias mãos, sua cabeça, por conta própria, e não às custas da ajuda de alguém? Bem, acho que toda pessoa tem sua própria resposta para essa pergunta.

 E você, tenho certeza, também tem uma opinião informada sobre esse assunto. Depende das oportunidades que você tem e do seu desejo de fazer algo por si mesmo.

 Digamos, se falamos de dinheiro, então há mulheres nesta vida que dependem muito dos homens nessa questão – os homens as fornecem, então elas estão fortemente ligadas a elas com dinheiro. Há também homens que estão fornecendo mulheres ou seus pais. 

E há mulheres que se dão bem, elas próprias ganham um bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou não precisam deles de jeito nenhum. 

Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras. 

É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão.

 E há mulheres que se dão bem, elas próprias ganham um bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou não precisam deles de jeito nenhum. 

Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras.

 É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem.

 Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. 

E há mulheres que se dão bem, elas próprias ganham um bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou não precisam deles de jeito nenhum. 

Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras. 

É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. que se dão bem, eles mesmos ganham um bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou eles não precisam disso de jeito nenhum

. Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras.

 É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. que se dão bem, eles mesmos ganham um bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou eles não precisam disso de jeito nenhum.

Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras. 

É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. eles mesmos ganham bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou não precisam deles de jeito nenhum. Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras. 

É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. eles mesmos ganham bom dinheiro e os homens não precisam de muito dinheiro, ou não precisam deles de jeito nenhum.

 Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras. 

É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. 

Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras. 

É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. Existem outros recursos materiais que podem atrair algumas pessoas para outras e amarrá-las umas às outras.

 É com o fato de que tais recursos atraem você para outras pessoas e as torna dependentes delas – você precisa descobrir isso para entender quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo ou o que você pode recusar para não depender dos outros. pessoas e, portanto, não ter medo deles, essas pessoas perdem. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. Quais destes recursos atraem você para outras pessoas e o torna dependente delas? Você precisa descobrir quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo, ou o que você pode se recusar a não depender de outras pessoas e maneira de não ter medo deles, essas pessoas, perder. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas.

 E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. Quais destes recursos atraem você para outras pessoas e o torna dependente delas?

Você precisa descobrir quais dessas coisas materiais você pode fornecer para si mesmo, ou o que você pode se recusar a não depender de outras pessoas e maneira de não ter medo deles, essas pessoas, perder. 

Não importa se você é um homem ou uma mulher – quanto melhor você puder cuidar de si mesmo, menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. o menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. 

E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão. o menos material irá conectá-lo com outras pessoas e torná-lo dependente delas. E essa dependência, repito, alimenta a nossa, seu medo da solidão.

A próxima necessidade, se falarmos sobre a dependência de pessoas de sexos diferentes uma na outra – essa é a necessidade de relação sexual – vamos chamar assim.

 Um homem é organizado de tal maneira, não importa se um homem ou uma mulher está envolvido, que se ele é completamente saudável e jovem o suficiente, então ele se sente sexualmente atraído por indivíduos do sexo oposto. 

Essa necessidade é absolutamente normal e completamente natural, tendo, acima de tudo, seus próprios objetivos naturais. As pessoas precisam se multiplicar de alguma forma, então elas precisam uma da outra

. Mas essa necessidade novamente nos torna dependentes uns dos outros. 

E muitas vezes o sentimento de solidão nas pessoas surge justamente pelo fato de não poderem encontrar um parceiro para relacionamentos íntimos. 

Então, vamos pensar se uma pessoa pode satisfazer essa necessidade.

 Bem, não completamente não natural, ou melhor, não é bem o caminho certo, é claro, se ele quer se divertir. Ainda assim, para as pessoas, a relação sexual é basicamente uma maneira de obter prazer, não uma maneira de se multiplicar. 

E esse prazer pode ser obtido de outras formas, sem um parceiro.

 Isso pode não ser exatamente o que a natureza espera de nós, mas, mesmo assim, as pessoas obtêm o prazer desejado, reduzindo assim sua dependência em relação às pessoas do sexo oposto. 

Aqui você também precisa pensar em como essa necessidade o torna dependente de outras pessoas, de homens ou de mulheres. E até onde seu medo da solidão está associado a essa necessidade. 

Eu não acho que neste caso você precise se tornar uma pessoa completamente auto-suficiente, mas alguns pontos relacionados a ele podem ser reconsiderados. 

Diga, se você está acostumado a conhecer homens ou mulheres diferentes, que são interessantes à sua própria maneira, mas por causa de sua natureza e posição na vida não são consistentes e confiáveis, então você tem que se separar deles depois de um tempo, você pode tentar mostrar interesse em homens menos brilhantes, menos temperamentais, menos interessantes mulheres, mas ao mesmo tempo mais permanente, confiável e estável. 

Então sua vida se tornará mais calma e previsível e, consequentemente, um sentimento de solidão, na forma de medo de se separar de outro parceiro, desaparecerá.

 Você será capaz de satisfazer sua necessidade sexual com uma pessoa que vai precisar de você tanto quanto você precisa dele. 

Isso significa que você não terá medo de perdê-lo e, portanto, o medo de ficar sozinho não o incomodará. então você tem que se separar deles depois de algum tempo, então você pode tentar mostrar interesse em homens ou mulheres menos brilhantes, menos temperamentais, menos interessantes, mas mais permanentes, confiáveis ​​e estáveis. 

Então sua vida se tornará mais calma e previsível e, consequentemente, um sentimento de solidão, na forma de medo de se separar de outro parceiro, desaparecerá. Você será capaz de satisfazer sua necessidade sexual com uma pessoa que vai precisar de você tanto quanto você precisa dele. 

Isso significa que você não terá medo de perdê-lo e, portanto, o medo de ficar sozinho não o incomodará. então você tem que se separar deles depois de algum tempo, então você pode tentar mostrar interesse em homens ou mulheres menos brilhantes, menos temperamentais, menos interessantes, mas mais permanentes, confiáveis ​​e estáveis.

 Então sua vida se tornará mais calma e previsível e, consequentemente, um sentimento de solidão, na forma de medo de se separar de outro parceiro, desaparecerá. 

Você será capaz de satisfazer sua necessidade sexual com uma pessoa que vai precisar de você tanto quanto você precisa dele. Isso significa que você não terá medo de perdê-lo e, portanto, o medo de ficar sozinho não o incomodará. 

Então sua vida se tornará mais calma e previsível e, consequentemente, um sentimento de solidão, na forma de medo de se separar de outro parceiro, desaparecerá. 

Você será capaz de satisfazer sua necessidade sexual com uma pessoa que vai precisar de você tanto quanto você precisa dele. Isso significa que você não terá medo de perdê-lo e, portanto, o medo de ficar sozinho não o incomodará. 

Então sua vida se tornará mais calma e previsível e, consequentemente, um sentimento de solidão, na forma de medo de se separar de outro parceiro, desaparecerá. 

Você será capaz de satisfazer sua necessidade sexual com uma pessoa que vai precisar de você tanto quanto você precisa dele. Isso significa que você não terá medo de perdê-lo e, portanto, o medo de ficar sozinho não o incomodará.

O próximo momento é a proteção. Neste caso, se falamos de uma mulher, ela sente a necessidade disso, isto é, ela precisa de um homem como protetor. 

Em geral, é a necessidade de certos serviços de outras pessoas. Os homens também têm certas necessidades pelos serviços das mulheres. Por exemplo, eles precisam de apoio feminino, cuidado, atenção, carinho e assim por diante.

Essas necessidades também precisam ser levadas em conta ao decidir por si mesmo o que você precisa e o que você pode fornecer para si mesmo. 

Suponhamos que existam homens que não podem, ou melhor, não querem proteger sua mulher, no sentido mais amplo da palavra, eles simplesmente a valorizam não o suficiente para tentar protegê-la de qualquer maneira possível. 

Consequentemente, surge a pergunta – uma mulher precisa de tal homem, precisamente como um protetor, ou é melhor encontrar outro homem para esse propósito, Ou ela pode se proteger muito melhor? 

Os homens também não se importariam em pensar sobre o quanto a mulher com quem vivem ou vão morar juntos satisfaz suas necessidades, ou melhor, para dizer quanto precisam do que esta ou aquela mulher pode lhes oferecer. 

Em outras palavras, pense sobre o que aproxima você dessa ou daquela pessoa, e o que ou como você pode substituir o que ele ou ela lhe dá. 

É possível que você precise de uma pessoa completamente diferente para relacionamentos, para viver junto ou, pelo menos, não precisar de alguém que esteja ao seu lado. Então a dependência dessa pessoa será significativamente menor. 

E se ele desaparecer da sua vida – você não se sentirá muito solitário. É como perder alguma coisa que você realmente não precisa. 

Mas é verdade somente do ponto de vista material é esse o caso. Vamos discutir a conexão espiritual entre as pessoas abaixo.

Enquanto isso, vamos falar sobre outra necessidade muito importante, relacionada mais a valores materiais, que só podemos encontrar com a ajuda de outras pessoas – essa é a necessidade de uma família. Mais precisamente, esta é a necessidade da continuação do tipo da maneira mais aceitável para a nossa cultura. 

Não se deve confundir essa necessidade com o desejo sexual, porque o desejo sexual pode ser e muitas vezes é uma maneira de as pessoas obterem prazer, como já escrevi acima, isto é, as pessoas só percebem essa atração em um nível biológico. 

A necessidade de continuar a corrida através de uma aliança com uma pessoa do sexo oposto, através de uma família, através de um relacionamento sério, se falarmos ao nível da nossa cultura, implica uma abordagem mais avançada, digamos avançada, da vida.

 E essa necessidade nos dá o desejo de estar perto de tal pessoa, graças a quem podemos melhor atendê-la. Isto é, se você é uma mulher, você precisa de um homem confiável, responsável, sério e cuidadoso com quem possa começar uma família, que pode se tornar um bom pai para seus filhos e um bom marido para você. Você entende que nem todo homem é adequado para esse papel.

 E sem um homem adequado para atender a essa necessidade, você pode se sentir muito solitário e, é claro, terá medo dessa solidão, porque terá medo de não ter uma família e de não ter filhos. quem pode ser um bom pai para seus filhos e um bom marido para você. Você entende que nem todo homem é adequado para esse papel.

E sem um homem adequado para atender a essa necessidade, você pode se sentir muito solitário e, é claro, terá medo dessa solidão, porque terá medo de não ter uma família e de não ter filhos. quem pode ser um bom pai para seus filhos e um bom marido para você. Você entende que nem todo homem é adequado para esse papel. 

E sem um homem adequado para atender a essa necessidade, você pode se sentir muito solitário e, é claro, terá medo dessa solidão, porque terá medo de não ter uma família e de não ter filhos.

E se você é um homem, então você precisa de um carinho, decente, responsável, honesto, e eu acho que uma mulher inteligente que pode se tornar uma boa mãe para seus filhos e uma boa esposa para você. Mais uma vez, nem toda mulher atende a esses requisitos, pelo menos o suficiente. 

Portanto, repito mais uma vez, você deve entender bem o que realmente precisa e o quanto a pessoa que está ao seu lado ou a quem você está procurando está de acordo com seus objetivos e geralmente combina com você. 

Tenha em mente que esta necessidade é a necessidade de continuar a corrida através da criação de uma família normal, você não pode se satisfazer. 

Portanto, não importa o quão legal você seja, a outra pessoa, um parceiro, é necessária para você, e você definitivamente não o encontrará por dentro.

Valores espirituais

Agora vamos falar sobre valores espirituais e, consequentemente, sobre a nossa necessidade deles. Tome para começar uma necessidade humana tão importante quanto a necessidade de comunicação. 

É bastante óbvio que essa necessidade não tem relação direta com os recursos materiais, a menos que a comunicação vise alcançar uma meta específica relacionada aos recursos materiais. Mas neste caso estamos falando de tal comunicação, que traz principalmente satisfação moral para a pessoa. 

Claro, devo dizer que nem todas as pessoas precisam se comunicar, pelo menos em comunicação freqüente e rica, mas ainda precisam, embora um pouco de comunicação, com um número limitado de pessoas, mas precisam. 

Então, em nossa vida deve haver pessoas com quem podemos nos comunicar quando precisamos. Ou devemos, de alguma forma, ser capazes de satisfazer essa necessidade,

Então, vamos pensar, pode uma pessoa, pelo menos parcialmente, substituir a comunicação com outras pessoas por alguma outra coisa? Minha experiência me diz que sim, pode.

 Há muitos exemplos na vida em que as pessoas se comunicam – com livros interessantes, consigo mesmas – que conduzem um diálogo interno, com suas fantasias coloridas, ou então você pode dizer com seu mundo interior. 

O que é necessário para isso? Boa imaginação e capacidade de fantasiar. Vale a pena para uma pessoa aprender a imaginar e fantasiar, bem como a levar a profundas reflexões sobre como sua necessidade de se comunicar com outras pessoas é substancialmente reduzida. 

Ler literatura interessante também ajuda a se livrar da solidão, pois a leitura contribui para o desenvolvimento da imaginação e do pensamento. 

Graças à leitura – estamos conduzindo um diálogo de reflexão com o livro, com seu autor, com os personagens descritos nele e com nossos próprios pensamentos. 

E então o nosso mundo interior floresce e não se torna tão chato para nós quando não há ninguém perto de nós.

 O mundo interior de todas as pessoas é rico o suficiente, nós nem sempre prestamos atenção a ele, então não sabemos como desfrutar plenamente dele. Você precisa se acostumar com este mundo. E para começar é necessário abrir para você. 

Normalmente, recebemos energia emocional e psicológica do mundo exterior, e apenas alguns de nós recorrem a essa energia dentro de nós mesmos. Essas pessoas são geralmente chamadas de introvertidos. 

No entanto, os introvertidos, em grande medida, dependem do mundo exterior, em particular da comunicação com as pessoas. E eles se sentem solitários, quando não há ninguém em sua vida com quem possam compartilhar alguma coisa, alguém possa dizer algo e assim por diante. 

O mundo interior de todas as pessoas é rico o suficiente, nós nem sempre prestamos atenção a ele, então não sabemos como desfrutar plenamente dele.

Você precisa se acostumar com este mundo. E para começar é necessário abrir para você. Normalmente, recebemos energia emocional e psicológica do mundo exterior, e apenas alguns de nós recorrem a essa energia dentro de nós mesmos. 

Essas pessoas são geralmente chamadas de introvertidos. No entanto, os introvertidos, em grande medida, dependem do mundo exterior, em particular da comunicação com as pessoas. 

E eles se sentem solitários, quando não há ninguém em sua vida com quem possam compartilhar alguma coisa, alguém possa dizer algo e assim por diante. O mundo interior de todas as pessoas é rico o suficiente, nós nem sempre prestamos atenção a ele, então não sabemos como desfrutar plenamente dele. Você precisa se acostumar com este mundo. 

E para começar é necessário abrir para você. Normalmente, recebemos energia emocional e psicológica do mundo exterior, e apenas alguns de nós recorrem a essa energia dentro de nós mesmos. Essas pessoas são geralmente chamadas de introvertidos.

 No entanto, os introvertidos, em grande medida, dependem do mundo exterior, em particular da comunicação com as pessoas. E eles se sentem solitários, quando não há ninguém em sua vida com quem possam compartilhar alguma coisa, alguém possa dizer algo e assim por diante. 

Normalmente, recebemos energia emocional e psicológica do mundo exterior, e apenas alguns de nós recorrem a essa energia dentro de nós mesmos. 

Essas pessoas são geralmente chamadas de introvertidos. No entanto, os introvertidos, em grande medida, dependem do mundo exterior, em particular da comunicação com as pessoas. 

E eles se sentem solitários, quando não há ninguém em sua vida com quem possam compartilhar alguma coisa, alguém possa dizer algo e assim por diante. 

Normalmente, recebemos energia emocional e psicológica do mundo exterior, e apenas alguns de nós recorrem a essa energia dentro de nós mesmos. Essas pessoas são geralmente chamadas de introvertidos. 

No entanto, os introvertidos, em grande medida, dependem do mundo exterior, em particular da comunicação com as pessoas

. E eles se sentem solitários, quando não há ninguém em sua vida com quem possam compartilhar alguma coisa, alguém possa dizer algo e assim por diante.

Mas esse não é o caso, nem introvertidos ou extrovertidos – o ponto é a capacidade de mudar do mundo externo para o interno quando necessário. Para isso, você precisa aprender a desfrutar do diálogo interior, do pensamento, da leitura, dos sonhos.

 E quando há muitas imagens vívidas ao seu redor, pessoas interessantes, todos os tipos de eventos, quando sua vida está fervendo – não há tempo para imersão em você e não há necessidade ou desejo de se comunicar consigo mesmo. 

Ainda assim, o mundo exterior é justificado para a maioria das pessoas, parece muito mais interessante e rico do que o mundo interior, causando uma forte impressão na maioria de nós. Além disso, o mundo exterior é mais fácil de apreciar do que o interior, por isso não exigimos muito esforço. 

É como assistir a um filme e ler um livro. no primeiro caso, você não precisa pensar muito – todas as imagens no formulário finalizado são fornecidas a você, basta assisti-las, vivenciar os eventos observados, ficar feliz ou triste. 

Considerando que, no caso de um livro, é necessário incluir imaginação, desenhar imagens apropriadas para você, imaginar as experiências dos personagens principais, alguns eventos, pessoas e assim por diante.

 Isto é, ao ler um livro, o cérebro carrega mais do que quando assiste a um filme, o que significa que uma pessoa está mais ativamente imersa em seu mundo interior, em seus próprios pensamentos. 

Portanto, se você lê muito e pondera muito, sonha, sonha, conduz um diálogo interno, então pode se acostumar com uma comunicação interessante consigo mesmo e não se sentir solitário quando não houver ninguém com quem possa conversar. Mas você precisa se acostumar com isso.

 Você precisa se dar tempo para pensar ler literatura interessante, pensar sobre sua vida e apenas ficar sozinho em paz e sossego. Abra em si mesmo um interlocutor interessante com quem você pode se comunicar sempre e em toda parte.

Quanto às coisas estéticas, valores que adoramos admirar, elas também podem ser substituídas. Podemos admirar não apenas a beleza externa e, portanto, a alienígena, criações estranhas, mas também a nossa própria beleza interna e, portanto, nossa própria criação. Para fazer isso, comece a criar! 

Precisamos começar – a desenhar, escrever, compor e assim por diante, em geral, de alguma forma materializar sua imaginação, tornar seus sonhos realidade em algo bonito.

 O Criador nunca se sentirá solitário se estiver completamente imerso em sua criatividade. 

Aqui é importante aprender a desfrutar não de coisas externas, não do trabalho de outra pessoa, mas da sua própria, de suas próprias realizações no campo da arte e da criatividade. 

Quanto mais você se envolver em atividades criativas, quanto menos precisar da companhia de outras pessoas e das coisas belas e estéticas que elas criam. 

Toda a sua atenção estará focada no prazer que você começa a receber de suas próprias atividades. 

Claro, absolutamente neste sentido não vale a pena ser fechado do mundo exterior, acho que você entende perfeitamente isso, mas é muito importante fazer sua contribuição para a beleza deste mundo, a fim de aumentar seu valor aos seus próprios olhos. 

Então com tal pessoa – com você mesmo, você não será solitário. para aumentar seu valor aos seus próprios olhos. 

Então com tal pessoa – com você mesmo, você não será solitário. para aumentar seu valor aos seus próprios olhos. Então com tal pessoa – com você mesmo, você não será solitário.

Nossas memórias também são um grande valor para nós. Sem essas memórias, não seríamos como indivíduos. E quando estamos sozinhos – podemos nos imergir nessas memórias e usá-las para preencher o vazio externo com experiências interiores.

 Lembre-se de quanto do interessante e brilhante estava em sua vida e agora está em sua memória. Vasculhe em sua cabeça, encontre algo interessante, agradável, quente e viva de novo, então, pelo menos, seu humor melhorará. 

Você pode sempre experimentar mentalmente todos os melhores momentos da sua vida, lembrando-os com o máximo de detalhes possível.

 Às vezes as pessoas estão tão profundamente imersas em suas memórias que elas não percebem o que está acontecendo com elas na realidade real, tanto que suas memórias as afetam. Boas recordações pelo caminho

Também é muito importante aprender a observar tudo o que o rodeia. A vida muitas vezes se torna desinteressante e entediante, porque tudo nela é sempre chato, tudo é chato, tudo se torna habitual e monótono com o tempo. 

Mas se você aprender a perceber mais detalhes em tudo o que nos rodeia, o mundo se tornará imediatamente mais interessante e rico. 

Não apenas alguns eventos coloridos podem nos causar sentimentos excitantes e emoções vívidas, mas tudo o que normalmente não notamos contra o pano de fundo desses eventos. Por exemplo, você pode admirar a beleza da natureza e obter grande prazer com isso. 

À noite, você pode admirar o céu estrelado, refletir sobre o cosmos, que segredos ele esconde em si mesmo, sobre sua vida na escala do Universo – você pode simplesmente se afogar nessas reflexões, observando esse mundo incrivelmente fantástico. 

Então, nenhum medo da solidão o superará, pois você não está sozinho neste universo. 

O mundo é tão complexo que sempre haverá algo para se surpreender, algo para se divertir e algo para se alegrar, não é necessário sentir uma sensação de solidão, muito menos a necessidade de temer esse sentimento. 

Você só precisa se tornar um pouco mais atento a tudo que o rodeia, a fim de entender que você não está sozinho.

E finalmente, a última coisa que pode salvá-lo do medo da solidão e que é principalmente espiritual, e em conseqüência também pode se tornar valor material – este é um grande sonho brilhante, uma grande ideia, uma missão que já dota ou dotará sua vida no futuro. por sentido. 

A consciência de uma pessoa sobre o significado de sua vida permite que ela a veja como uma história com um final feliz. 

Tal pessoa sabe gozar, a partir de cada momento que vive, daquele e daquele futuro, para o qual sonha e que aspira, bem como as memórias do passado que tem. 

Em outras palavras, uma pessoa tem uma visão holística de sua vida se ele mantém memórias valiosas para ele, sabe como aproveitar o que ele tem aqui e agora, e pensa em seu futuro, se esforçando em direção a sua meta, sonho, satisfação de desejo. 

Tudo isso lhe permite ver o sentido de sua vida, que, como o ar, é necessário para toda pessoa sensível. 

O medo da solidão em tal pessoa inevitavelmente desaparecerá ou não surgirá, já que simplesmente não há espaço para ele na cabeça, no coração e na alma de uma pessoa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *