Significado da vida

homem curtindo a vida


Qual o significado da vida? 
Sirva os outros e faça o bem.

Aristóteles

Muitas pessoas se perguntam – qual é o sentido da vida? E então eles diligentemente buscam uma resposta para essa questão, estudando as mais diversas opiniões de pessoas famosas e não tão numerosas, que podem ser encontradas em numerosas fontes de informação. 

Muitas opiniões sobre este assunto. Alguém vê o sentido da vida em um, alguém no outro e alguém no terceiro. 

Mas neste artigo, mostrarei a vocês, queridos leitores, que a resposta a essa questão eterna está na superfície, é bastante simples e óbvia, e não há necessidade de procurá-la em lugar algum. 

Existe significado na vida?

Esta resposta sugere-se, só precisamos dar uma olhada em nossas vidas, e então vamos entender tudo imediatamente.

 E a nossa vida é ao mesmo tempo simples e complexa – é simples na sua concepção, mas complicada do ponto de vista do próprio processo, quando uma pessoa precisa não só de poder sobreviver neste mundo distante do mais amigável, como também deixar algo para trás. 

A única questão é: o que e por que precisamos deixar depois de nós e como fazê-lo? Aqui vou respondê-lo neste artigo para explicar a vocês, queridos amigos, qual é o significado da vida humana.

Antes de tudo, quero dizer-lhe imediatamente que uma pessoa que se pergunta sobre o sentido da vida é, do meu ponto de vista, uma pessoa real, uma pessoa racional, uma pessoa que pode pensar fora de suas necessidades animais. 

Animais não perguntam sobre o significado da vida – eles apenas vivem. Sua tarefa é sobreviver e deixar os descendentes para continuar sua corrida. 

Mas o homem é a única criatura neste planeta que quer saber – por que ele deveria viver, por que deveria sobreviver, por que razão, com que propósito?

 E esta é uma pergunta muito boa e muito correta. Então, amigos, pensando no significado da vida – você confirma sua racionalidade.

Então, olhando para a vida das pessoas, como se de fora e depois de pensar nisso, cheguei à conclusão de que há um significado objetivo e subjetivo da vida. O significado objetivo da vida é expresso no fato de que uma pessoa precisa continuar sua corrida, deixando para trás uma prole. 

Este é o seu instinto de criação. Ou seja, precisamos continuar a raça humana para preservar o homem como espécie. De fato, muitos de nossos instintos são dirigidos precisamente a isso, não apenas ao instinto de reprodução, o que significa que esse é o significado objetivo da vida humana. 

Assim, do ponto de vista da natureza, nós, como os animais, devemos sobreviver e multiplicar, devemos continuar nossa raça – essa é a nossa tarefa. 

Você pergunta – por que devemos continuar a raça humana, para que finalidade? Honestamente amigos, eu não sei e ninguém pode saber.

 Mas podemos supor que todos os processos no Universo ocorram para alcançar algum objetivo final, que não podemos conhecer, porque não devemos. Nossa tarefa é sobreviver. 

Em vez disso, devemos transmitir nossos genes aos nossos descendentes e, assim, desempenhar nosso papel na longa história da evolução. E para qual objetivo final nós [as pessoas] precisam fazer isso – ninguém sabe. 

O fato de vivermos principalmente para garantir a imortalidade dos genes humanos, escreveu um famoso cientista inglês como Richard Dawkins, que em seu livro “The Selfish Gene” explicou muito bem esse pensamento. 

Dawkins escreveu que o papel principal na evolução é desempenhado por um gene, e não um indivíduo ou uma população, e a tarefa principal de um gene é sobreviver e se multiplicar, nas condições da luta competitiva mais severa com outros genes. 

De fato, muitas pessoas chegam a esse pensamento, pensando no significado da vida, é absolutamente óbvio que, independentemente de nossos desejos – nossos instintos estão pressionando cada um de nós para se reproduzir. A tarefa – transferir seus genes está na frente de cada um de nós.

Então, repito, desse ponto de vista – não somos diferentes dos animais – precisamos sobreviver e multiplicar para continuar a vida de nossa espécie.

Por outro lado, nós ainda queremos saber em prol de qual objetivo final nós fornecemos a imortalidade não apenas aos nossos genes, mas aos genes humanos em geral, queremos entender qual é o significado da vida humana como um todo.

 Afinal, como Victor Frankl escreveu em seus livros – reduzindo o sentido da vida à procriação, não respondemos a essa eterna pergunta, não a fechamos completamente, mas a transformamos em nossos descendentes. 

Eu discordo bastante deste ponto de vista do que concordo, porque a falta de conhecimento humano do objetivo final da existência e desenvolvimento de tudo no Universo em geral não deixa aberta a questão do sentido da vida. 

Acredito que nós, humanos, somos elos intermediários em alguns grandes negócios, somos parte de alguma idéia, ou talvez parte de um experimento, conduzido por alguém que criou o Universo com todas as suas leis. Isso é afinal possível, concorde.

 Nossa tarefa é desempenhar nosso papel por um certo período de tempo no mundo material e, possivelmente, no não-material, após o qual devemos dar essa oportunidade a outras pessoas – nossos descendentes. 

Eu compararia a nós, as pessoas – com os quadros individuais do filme, que deveriam fazer seu trabalho em apenas uma fração de segundo, mas a partir do qual, em última análise, todo um filme é produzido com significado. 

Aqui estamos nós – uma parte do sentido universal da vida, e este é o significado objetivo da nossa própria vida. Assim, nossos genes procuram estender sua imortalidade, e nós devemos ajudá-los nisso para permitir que eles cheguem ao que o Universo eventualmente chega.

 Eu compararia a nós, as pessoas – com os quadros individuais do filme, que deveriam fazer seu trabalho em apenas uma fração de segundo, mas a partir do qual, em última análise, todo um filme é produzido com significado. Aqui estamos nós – uma parte do sentido universal da vida, e este é o significado objetivo da nossa própria vida.

 Assim, nossos genes procuram estender sua imortalidade, e nós devemos ajudá-los nisso para permitir que eles cheguem ao que o Universo eventualmente chega. 

Eu compararia a nós, as pessoas – com os quadros individuais do filme, que deveriam fazer seu trabalho em apenas uma fração de segundo, mas a partir do qual, em última análise, todo um filme é produzido com significado. Aqui estamos nós – uma parte do sentido universal da vida, e este é o significado objetivo da nossa própria vida. 

Assim, nossos genes procuram estender sua imortalidade, e nós devemos ajudá-los nisso para permitir que eles cheguem ao que o Universo eventualmente chega.

Precisamos saber o que o Universo aspira, qual é o seu objetivo ou quem o criou, o objetivo final? Eu não acho que precisamos saber. Eu acho que tudo tem seu tempo. 

Talvez não saibamos, mas nossos descendentes aprenderão mais, conhecerão o mundo ainda melhor e entenderão algo que não entendemos agora.

 Vemos, de acordo com os instintos estabelecidos pela natureza, que precisamos sobreviver e multiplicar, e também fazer tudo para que a humanidade não apenas sobreviva, mas também desenvolva, é o que precisamos fazer, sem pensar no que acabará com a existência da humanidade Este é o significado da nossa vida, o significado objetivo. 

No entanto, você pode refletir sobre este tópico, porque é um tópico muito interessante. E nós faremos isso.

Agora vamos falar sobre o mais interessante – sobre o significado subjetivo de nossa vida, isto é, sobre o que podemos escolher para viver por nós mesmos. Pense em por que, com que propósito, você quer viver sua vida? Não procure o significado da vida – pense no significado de si mesmo. Decida por si mesmo – pelo que você vive.

 Os animais não têm essa escolha – sua vida é definida exclusivamente para a auto-reprodução, em prol do significado objetivo, isto é, de algum objetivo final para o qual a natureza, o Universo e / ou aquele que o criou se esforçam. Mas podemos escolher o que devotar nossas vidas, além de nosso principal objetivo – a continuação de um tipo. 

Não é ótimo? Na minha opinião, isso é simplesmente maravilhoso, você e eu somos apenas sortudos – podemos viver não apenas para alcançar algum propósito desconhecido para o qual o Universo aspira, mas também para algo próprio, o que podemos chamar de significado subjetivo da nossa vida. 

E cada um de nós pode ter nossas próprias idéias sobre por que e por que devemos viver.

 Todos nós podemos ter objetivos diferentes na vida. Assim, assegurando a imortalidade de nossos genes e os genes da humanidade como um todo, podemos também viver por nós mesmos – realizando-nos em algum trabalho significativo e interessante para nós, tendo alcançado sucesso em algo que é importante para nós, e assim deixando nossa vida. um nome na história, ou simplesmente, sem qualquer esperança de glória, dando à humanidade algo que, após a nossa morte, será benéfico para ela e existirá por muito tempo.

 Essa abordagem da vida torna extremamente interessante. 

Afinal, podemos tornar realidade qualquer conto de fadas, tendo agradado a nós mesmos e aos outros. pelo que e pelo que vivemos. Todos nós podemos ter objetivos diferentes na vida. 

Assim, assegurando a imortalidade de nossos genes e os genes da humanidade como um todo, podemos também viver por nós mesmos – realizando-nos em algum trabalho significativo e interessante para nós, tendo alcançado sucesso em algo que é importante para nós, e assim deixando nossa vida. um nome na história, ou simplesmente, sem qualquer esperança de glória, dando à humanidade algo que, após a nossa morte, será benéfico para ela e existirá por muito tempo.

 Essa abordagem da vida torna extremamente interessante. Afinal, podemos tornar realidade qualquer conto de fadas, tendo agradado a nós mesmos e aos outros. pelo que e pelo que vivemos.

 Todos nós podemos ter objetivos diferentes na vida. Assim, assegurando a imortalidade de nossos genes e os genes da humanidade como um todo, podemos também viver por nós mesmos – realizando-nos em algum trabalho significativo e interessante para nós, tendo alcançado sucesso em algo que é importante para nós, e assim deixando nossa vida. um nome na história, ou simplesmente, sem qualquer esperança de glória, dando à humanidade algo que, após a nossa morte, será benéfico para ela e existirá por muito tempo. 

Essa abordagem da vida torna extremamente interessante. 

Afinal, podemos tornar realidade qualquer conto de fadas, tendo agradado a nós mesmos e aos outros. tendo alcançado sucesso em algo que é importante para nós, e assim deixando seu nome na história, ou simplesmente, sem qualquer esperança de glória, dando à humanidade algo que após a nossa morte irá beneficiá-lo e existir por muito tempo.

 Essa abordagem da vida torna extremamente interessante. 

Afinal, podemos tornar realidade qualquer conto de fadas, tendo agradado a nós mesmos e aos outros. tendo alcançado sucesso em algo que é importante para nós, e assim deixando seu nome na história, ou simplesmente, sem qualquer esperança de glória, dando à humanidade algo que após a nossa morte irá beneficiá-lo e existir por muito tempo. 

Essa abordagem da vida torna extremamente interessante. Afinal, podemos tornar realidade qualquer conto de fadas, tendo agradado a nós mesmos e aos outros.

Entendendo as pessoas

Também é muito importante entender que a vida de cada pessoa é única à sua maneira, assim como a própria pessoa. A partir disso, segue-se que cada um de nós veio a este mundo para desempenhar o nosso papel, a fim de contribuir para a história e o desenvolvimento da humanidade e do universo.

 De cada um de nós há um benefício, a vida de cada pessoa é inestimável e faz sentido! Portanto, qualquer que seja a escolha que você faça, decidindo a que dedicar sua vida, você, de qualquer forma, fará a escolha certa – você desempenhará o papel que contribuirá para o desenvolvimento de todo o Universo.

 A história da vida de cada pessoa que já viveu na terra é uma experiência inestimável para o Universo, somos todos parte de um único todo, sem nós, o todo não pode ser um todo. 

Portanto, a sua vida, por si só, não importa como você viva, faz sentido para todos nós, já que faz parte de todos nós. Como uma pessoa não pode consistir apenas de ossos ou apenas de carne, o Universo não pode ser completo sem cada um de nós e não pode se desenvolver sem a experiência de cada pessoa. Então a vida de cada um de vocês, queridos leitores, é inestimável! 

Mesmo se você não puder transferir seus genes ainda mais e não conseguir nada em sua vida, você não criará nada substancial – sua vida não será sem sentido.

 Você ainda fará sua contribuição para a história geral da humanidade e da história do Universo, será apenas pequena, importante, necessária, mas pequena.

 Só não se esqueça que você sempre pode conseguir mais, então se esforce para mais, tente ser uma pessoa mais significativa, tanto para os outros como para si mesmo. então o Universo não pode ser completo sem cada um de nós e não pode se desenvolver sem a experiência de cada pessoa. 

Então a vida de cada um de vocês, queridos leitores, é inestimável! Mesmo se você não puder transferir seus genes ainda mais e não conseguir nada em sua vida, você não criará nada substancial – sua vida não será sem sentido.

 Você ainda fará sua contribuição para a história geral da humanidade e da história do Universo, será apenas pequena, importante, necessária, mas pequena. Só não se esqueça que você sempre pode conseguir mais, então se esforce para mais, tente ser uma pessoa mais significativa, tanto para os outros como para si mesmo. então o Universo não pode ser completo sem cada um de nós e não pode se desenvolver sem a experiência de cada pessoa. 

Então a vida de cada um de vocês, queridos leitores, é inestimável! Mesmo se você não puder transferir seus genes ainda mais e não conseguir nada em sua vida, você não criará nada substancial – sua vida não será sem sentido. 

Você ainda fará sua contribuição para a história geral da humanidade e da história do Universo, será apenas pequena, importante, necessária, mas pequena

. Só não se esqueça que você sempre pode conseguir mais, então se esforce para mais, tente ser uma pessoa mais significativa, tanto para os outros como para si mesmo. não crie nada substancial – sua vida não será sem sentido. 

Você ainda fará sua contribuição para a história geral da humanidade e da história do Universo, será apenas pequena, importante, necessária, mas pequena. 

Só não se esqueça que você sempre pode conseguir mais, então se esforce para mais, tente ser uma pessoa mais significativa, tanto para os outros como para si mesmo. não crie nada substancial – sua vida não será sem sentido. 

Você ainda fará sua contribuição para a história geral da humanidade e da história do Universo, será apenas pequena, importante, necessária, mas pequena. 

Só não se esqueça que você sempre pode conseguir mais, então se esforce para mais, tente ser uma pessoa mais significativa, tanto para os outros como para si mesmo.

E ainda, como fazer uma escolha – para que dedicar sua vida? Eu acho que deveria ser dedicado a algo que permanecerá por séculos e servirá à humanidade por muitos anos. Eu acho que esta é a melhor opção para quem quer viver sua vida brilhante e interessante.

 Dê o seu contributo para a nossa história, dê ao mundo algo que o torne mais rico, melhor, mais bonito e garanto-lhe que sentirá uma grande satisfação da sua vida, sentirá a sua importância – encontrará o sentido da vida.

 Cada um de nós não é muito medido, então cada minuto desperdiçado é um pedaço perdido da vida. 

Portanto, não é necessário esperar por nada – você precisa ir e fazer algo grande e excepcional. Alguns de nós serão capazes de transmitir com sucesso nossos genes e, assim, ganhar a imortalidade genética, enquanto outros farão algo pela humanidade, isso o lembrará por anos.

 Mas também existem pessoas assim – que simplesmente queimam suas vidas e caem no esquecimento, não tendo nenhuma posteridade, nem resultados significativos de seu trabalho, nenhuma herança. 

Esta é talvez a coisa mais terrível para uma pessoa – quando praticamente não há sentido em sua vida, quando ele vive para viver sua vida, para deixar a sala, por assim dizer, e deixar este mundo para sempre. Mas este não é o destino de uma pessoa – é basicamente sua escolha. 

Eu não falo por todos, as situações são diferentes, mas muitos de nós temos uma escolha – como viver nossas vidas. Podemos nos esforçar para deixar para trás uma descendência digna ou alguns resultados significativos para a humanidade, e é melhor que ambos. E nós podemos apenas queimar sua vida

Acima, eu escrevi que de uma forma ou de outra, todos nós contribuímos para a história da humanidade e para o desenvolvimento do Universo, portanto, há um significado na vida de cada pessoa, a vida de cada pessoa é inestimável. 

Mas isso não significa que não precisamos nos esforçar para deixar nossa marca no mundo. Afinal, quanto mais deixamos para trás, mais coisas boas conseguimos fazer em nossa vida, mais ficaremos satisfeitos com nossas vidas.

Então, amigos, a escolha é sua – decida como e por que você vai viver. Será para você seguir as leis da natureza, as leis do Universo, ou se você quiser, as leis de Deus, segundo as quais você precisa transferir seus genes da maneira mais bem-sucedida, continuando assim a raça humana e / ou decidindo alcançar sucesso extraordinário?

De fato, deixar algo substancial para as pessoas, a humanidade e todo o mundo. Você é bem capaz de ter sucesso nisso e naquilo.

 Deixe descendentes dignos atrás de você e perceba-se em alguns negócios importantes para você e é desejável que outras pessoas deixem sua marca neste mundo e você ficará completamente satisfeito com sua vida, porque terá um significado realmente grande. Desejo-lhe boa sorte com isso!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *